área do associado

Terça Cultural em maio

Terça Cultural em maio

Terça Cultural: Inteligência artificial na medicina

Data: 28 de maio

Horário: 19h30 às 21h

Local: Auditório Borges da Costa, Centro de Convenções e Eventos da AMMG. Avenida João Pinheiro, 161, Centro, BH.

Evento: Gratuito

Inscrições

https://www.sympla.com.br/inteligencia-artificial-na-medicina__2463473

A partir de que momento o computador superará as capacidades humanas para prover as melhores decisões em campos tão distintos quanto a engenharia, direito e a medicina? Vivemos um caminho tecnológico sem volta e a inteligência artificial (IA) está mudando profundamente a maneira de aprender, trabalhar e se cuidar. Pensando nisso, no dia 28 de maio, de 19h30 às 21h, acontece o Terça Cultural: inteligência artificial na medicina. O evento é gratuito e aberto aos estudantes de medicina, residentes e médicos das mais diversas especialidades.

O encontro contará com as palestras do urologista Pedro Romanelli, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica; Bernardo, Matozinhos, médico do trabalho com especialização em ergonomia. Especialista em tecnologia e saúde, coloproctologista Rede MaterDei e Fundador FluidMed e Fluid Saúde, Alan Araújo, fará a moderação do evento.

Para a diretora científica da AMMG, Sinara Mônica Leite, nada supera a sensibilidade humana no trato com o outro. Contudo, há claros indícios de avanços notáveis. “Não podemos fechar os olhos para isso. São muitas as evoluções tecnológicas que, junto ao saber científico, podem ser fortes aliadas em diagnósticos e tratamentos, como é o caso, por exemplo, da cirurgia robótica.”

O potencial transformador associado a questões éticas, e elas são muitas, instigou grandes entidades a elaborar diretrizes e coordenadas para o meio médico.  A rigorosa agência regulatória americana, a FDA, anunciou recentemente a criação de um comitê consultivo de saúde digital, cuja missão será balizar o admirável mundo novo de computadores superinteligentes, realidade virtual e dispositivos vestíveis (os chamados wearables).

IA e segurança do sistema e pacientes

Já a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 20 de outubro de 2023, lançou um documento com regulamentações para IA visando à segurança do sistema e dos pacientes. A entidade destacou o potencial da tecnologia para aperfeiçoar diagnósticos e procedimentos, bem como ampliar o acesso a atendimento de pessoas que vivem em regiões remotas do planeta.

É preciso lembrar, de acordo com Leite, que os computadores não são infalíveis, e todo pequeno erro no trato com o corpo é grave, daí as preocupações. Um estudo com 11 mil americanos, feito pelo Pew Research Center, mostrou desconfiança dos pacientes com o suporte high-tech: 60% apontaram desconforto com médicos que confiam na IA. Por outro lado, quando questionados se a IA poderia diminuir erros de profissionais da saúde, 40% concordaram e apenas 27% discordaram.

COMPARTILHE
Navegue

Posts Relacionados