login
Primeiro acesso? Clique aqui

Este site foi desenvolvido com tecnologias avançadas para
lhe proporcionar uma experiência incrível.
Infelizmente, este navegador não é suportado

Sugerimos que você use o
Google Chrome para melhores resultados.

Dia 5: Webinar Outubro Rosa

Outubro Rosa: informe-se com especialistas

O tema ‘Quanto antes melhor’ abre as comemorações do mês de combate ao câncer de mama, dia 5 de outubro, com webinar aberto ao público

 

Webinar: Outubro Rosa: informe-se com especialistas

Data: 5 de outubro

Horário: 19h30

Transmissão: Zoom Meeting e Youtube. Inscrições prévias.

Mais informações: https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_IddQXdaYSCCiy_TxEFOU3g

 

 

A Associação Médica de Minas Gerais (AMMG), o Conselho Regional de Minas Gerais (CRM MG), o Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed MG), a Sociedade Brasileira de Mastologia – regional Minas Gerias (SBM MG) e as sociedades de especialidades realizam o webinar Outubro Rosa: informe-se com especialistas, dia 5 de outubro, às 19h30. O encontro conta com a participação de médicos da Associação dos Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais (Sogimig), Associação Mineira de Medicina da Família e Comunidade (AMMFC), Associação Mineira de Psiquiatria (AMP), Departamento de Cancerologia da AMMG e Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – Regional MG (SBEM MG), Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – Regional Minas Gerais (SBGG MG), Sociedade Mineira de Medicina do Exercício e do Esporte (SMEXE), Sociedade de Radiologia e Diagnóstico por Imagem de Minas Gerais (SRMG), Sociedade Mineira de Oftalmologia (SMO) e Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional Minas Gerais (SBCP MG).

 

O encontro irá tirar as principais dúvidas sobre o câncer de mama, com uma abordagem sobre a importância de uma alimentação saudável, da realização de exames de rastreamento para o diagnóstico precoce, das atividades físicas na prevenção, da jornada do paciente com câncer de mama (enfoque oncologia clínica), o papel da cirurgia reparadora, dentre outros temas. O debate, segundo especialistas, se faz urgente. Conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2020 são previstos 66.280 casos de câncer no Brasil, sendo que o número de mortes pela doença, em 2018, foi de 17.572 mulheres e 189 homens.

 

De acordo com o diretor Científico da AMMG, Agnaldo Soares Lima, será um grande apanhado sobre um tema que envolve muitas especialidades. “O câncer de mama precisa ser abordado por todos, pois nem sempre o primeiro diagnóstico é feito com o mastologista. Por isso, a orientação de todos quanto à importância dos exames preventivos e outros cuidados devem fazer parte da rotina diária quando falamos da saúde da mulher.”

 

A inciativa abraça a proposta da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) com o mote ‘Quanto antes melhor’ e reforça a importância do cuidado integral, multidisciplinar para a promoção de saúde da mulher e o combate ao câncer de mama. A ideia é que todas as entidades utilizem a mesma logomarca e hashtags (#outubrorosa2020; #quantoantesmelhor e #sbmastologia) reforçando a campanha nacional. As peças visam chamar a atenção das mulheres para a adoção de um estilo de vida saudável no dia a dia, com a prática de atividades físicas e boa alimentação para evitar doenças, entre elas, o câncer de mama. A campanha reforça que há muita vida após o câncer de mama e que o cuidado com a saúde feminina deve ser olhado com atenção, principalmente neste momento em que o rastreamento e o tratamento foram prejudicados e ainda estão sendo retomados por conta da pandemia de Covid-19.

 

Ao longo do mês de outubro, diversos vídeos de especialistas também estarão nas redes sociais com pílulas de dicas para ajudar na identificação, prevenção e tratamentos quando a doença é descoberta.

 

Saiba mais

  • Recomendação SBM sobre mamografia a partir dos 40 anos
  • Entre 40 e 49 anos é baseada em estudos que mostraram que 25% das mulheres brasileiras que terão câncer de mama estarão nessa faixa etária, ou seja, há um benefício real, já que um número expressivo poderá ser salvo.
  • Além disso, o estudo canadense publicado pela revista científica JNCI da Oxford University Press confirma uma redução média da mortalidade de 40% nas mulheres que fizeram a mamografia a partir dos 40 anos.
  • Desta forma, a SBM entende que o benefício é muito maior do que o risco, uma vez que seria possível, com base nestes estudos, evitar a morte de mais de 1.000 brasileiras por ano, das mais de 13.000 mulheres entre 40 e 49 anos, que sofreram câncer de mama.
  • Deve ser dito também que a mamografia é um direito da mulher brasileira, conforme a Lei Nº 11.664, de 29 de abril de 2008, sancionada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Autoexame

  • O autoexame das mamas não é um procedimento preventivo.
  • É apenas um autoconhecimento do corpo e que poderá evidenciar alguma alteração palpável, sendo que o período ideal para ser realizado é 7 dias após a menstruação (para as que menstruam) ou escolher sempre o mesmo dia do mês (para as que não menstruam).
  • O nódulo a partir de 1cm pode ser descoberto pelo toque, dependendo da localização do mesmo e do volume e consistência da mama
  • Quanto mais avançado, menores são as chances de cura.
  • É importante lembrar que os exames de imagem mamária (mamografia e ultrassonografia) são indicados para identificar os nódulos não palpáveis, de forma a se obter o diagnóstico da doença precocemente sem que a paciente apresente sintomas.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Mastologia