login
Primeiro acesso? Clique aqui

Este site foi desenvolvido com tecnologias avançadas para
lhe proporcionar uma experiência incrível.
Infelizmente, este navegador não é suportado

Sugerimos que você use o
Google Chrome para melhores resultados.

‘Belo Horizonte em linhas’ chega ao ‘Otto Cirne’

A capital mineira, com seus montes e monumentos, prédios históricos e todo o seu patrimônio, ganha novo olhar com os quadros de Lourdes Drummond. Durante o mês de abril, o Espaço Cultural Otto Cirne recebe a exposição ‘Belo Horizonte em linhas’, que resgata as memórias da artista.

Impressas em papel alemão, as imagens são produzidas, primeiramente, em uma chapa de metal para dar formas ao traçado. Depois são emolduradas com colagem especial: “Utilizo um tipo de moldura que deixa a obra com uma defesa para a entrada de ar. O que faz com que as peças não mofem”, explica.

A inspiração para esboçar locais muito conhecidos no município veio em recordações do período entre seus cinco e oito anos de idade. “Participei, e continuo adepta, dos grupos de estudos na UFMG e UEMG, que se baseiam em um estudo europeu intitulado ‘Narrativas de si’, e nesses locais aprendi a resgatar minhas lembranças. Umas das mais fortes são os passeios com o meu padrinho pelas ruas de BH. Ainda menina, eu enxergava as construções em riscos, como por exemplo, o complexo da Lagoa da Pampulha.”

Natural de Ferros (Minas Gerais) e criada em Beagá, Lourdes Drummond se graduou em odontologia. A profissão lhe proporcionou as condições para bancar cursos de pintura em tela e desenho. “Após me aposentar como dentista, fiz mais dois cursos superiores na Escola Guignard e hoje sou bacharel em Artes. Cheguei a passar em um concurso para lecionar nas artes e não dei sequência”, conta.

“A arte existe porque a vida por si só não basta”! Com esta frase do escritor e poeta Ferreira Gullar, a artista expressa que o momento de produzir vem como um formigamento e ela precisa iniciar algo imediatamente. “Minha casa é meu ateliê e costumo dizer que levo 20 anos e três manhãs para pintar, pois pintei minha vida inteira.” Amante dos impressionistas, Lourdes considera seu estilo realista.

Atualmente, soma ao seu dia aula particulares de arte para o público que compreende desde crianças engatinhando até pessoas com mais de 80 anos. Já são várias exposições em Belo Horizonte, a primeira na Associação Médica de
Minas Gerais (AMMG), e teve a oportunidade de mostrar seu talento em São Paulo (SP).

‘Belo Horizonte em linhas’ fica exposta até o final do mês de abril, de 8h às 21h, de segunda a sábado, e os quadros serão comercializados. O Espaço Cultural Otto Cirne está localizado no hall de entrada da AMMG e é destinado à
exposição de obras de arte de autoria de associados e seus dependentes. Médicos não associados e artistas não médicos podem utilizar o espaço, dependendo da disponibilidade na agenda. Interessados devem entrar em contato com a Assessoria de Comunicação, pelo telefone (31) 3247 1608 ou e-mail comunicacao@ammg.org.br.


Confira algumas das obras:

Serviços

A cada mês, o Espaço Cultural Otto Cirne abriga uma exposição de arte.

OndeO Espaço Cultural Otto Cirne está localizado no hall de entrada da Associação Médica de Minas Gerais, na Av. João Pinheiro, 161, Centro – Belo Horizonte.
Horário de Visitação8h às 21h
ExposiçõesSão aceitas obras de arte de médicos associados e seus dependentes. Médicos não associados e artistas não médicos podem utilizar o espaço, dependendo da disponibilidade na agenda.
Mais informaçõescomunicacao@ammg.org.br / (31) 3247-1608
Agenda dos expositores
Mês
Artista
JaneiroArterial (Geraldo Lustosa)
FevereiroDaniel do Carmo
MarçoBrunno Coura
AbrilLourdes Cesar Drumond Silva
MaioAmélia Dolabela de Siqueira
JunhoConcurso de fotografias
JulhoGabriel Ferreira
Agosto-
SetembroJoilson
OutubroDr. Marcone
NovembroDr. Wallace Alves
Dezembro-