Espaço Cultural Otto Cirne

‘Tititi’ chega ao ‘Otto Cirne’

Durante o mês de maio, os escultores José Eustáquio e Maria Helena apresentam no Espaço Cultural Otto Cirne a mostra ‘Tititi’. Segundo eles, o nome faz referência às suas peças que, geralmente, dão o que falar: são esculturas em madeira, como peças sacras e quadros.

Casados há 45 anos, ambos trabalhavam na construção civil e, em 2004, quando se aposentaram desta atividade, decidiram procurar algo para fazer juntos. “No dia a dia de uma obra já se tem uma ideia de como se formar uma escultura. A partir daí resolvemos experimentar alguma coisa com madeira. Fizemos um pilão e deu certo. O incentivo para continuarmos veio dos itabiranos, pois tocamos a construção civil em Itabira durante 12 anos”, conta Maria Helena.

O uso consciente da madeira e nada de desmatamento são as premissas dos artistas. Eles trabalham praticamente com material doado de obras de restaurações e demolições. Raramente compram e quando o fazem é em cidades históricas com material de demolição. Os principais tipos de madeira utilizada são: araucária, braúna, canafistula, cedro e sibipuruna. Possuem autorização do Instituto Estadual de Florestas (IEF) para atuar com material lenhoso.

Autodidatas, José Eustáquio e Maria Helena foram desenvolvendo suas próprias técnicas com o uso do formão, peças rústicas, e acabamento feito com diversos produtos encontrados na natureza: pó de jatobá; terra de diferentes tonalidades; coloral; pó de minério; e pó de café. “Estudamos sozinhos em livros em mais livros para chegarmos onde estamos hoje”, afirma Helena.

Consideram ter estilo rústico e, além do município de Itabira, têm a religião e o meio ambiente como inspiração. Ele é natural de Itabirito e ela de Ouro Preto. Viveram em Itabira por vários anos, e desde 1989 estão em Belo Horizonte. Segundo eles, todos esses lugares também os motivam no momento da criação que, atualmente, acontece no espaçoso ateliê que mantêm em casa. Neste local recebem professores de arte, estudantes, biólogos e pessoas que se interessam por arte em madeira, com visitas agendadas.

Da família de cinco filhos, 12 netos e dois bisnetos, somente duas netas, até então, demostraram interesse pela arte. Os avós contam orgulhosos que Heloísa Beatriz, aos dois anos, já segurava com firmeza a lixa e o pincel, e chegou a pintar escondida uma cadeira que estava pronta por encomenda. Sofia Luíza, aos cinco anos, se encantou pelas peças em uma exposição na Casa de Drummond, em Itabira, no entanto, a inclinação foi para o balé e hoje, aos 12, estuda dança clássica e contemporânea no Centro de Formação Artística do Palácio das Artes (Cefar), em Belo Horizonte. A neta Marina Laura, de 10 anos, gosta de desenhos e faz esboços para os trabalhos do casal.

O casal revela admirar Carlos Drummond de Andrade e destacam que suas poesias também são fonte de inspiração para as esculturas. “Pesquisamos a cidade de Itabira e a primeira exposição que fizemos, sob a Lei Municipal de Incentivo à Cultura (2010) foi dentro da Casa de Drummond e em homenag em a ele. Em 2012, a Prefeitura Municipal de Itabira nos convidou para a abertura do Museu de Ferro para celebrar os 110 anos do poeta Drummond”, frisa Maria Helena.

Representando a arte popular mineira, já estiveram na Associação Médica de Minas Gerais (AMMG) em um evento da Associação Médica Brasileira (AMB). Nesta segunda mostra, explicam que as esculturas, mesmo que encomendadas, não são feitas em série: “quem quer uma peça quer algo único”, sintetiza Helena. Algumas obras são do acervo particular dos artistas e as demais serão comercializadas.

‘Tititi’ ficará exposta até o final do mês de maio, de 8h às 21h, de segunda a sábado. O Espaço Cultural Otto Cirne está localizado no hall de entrada da AMMG e é destinado à exposição de obras de arte de autoria de associados e seus dependentes. Médicos não associados e artistas não médicos podem utilizar o espaço, dependendo da disponibilidade na agenda. Interessados devem entrar em contato com a Assessoria de Comunicação, pelo telefone (31) 3247 1608 ou e-mail comunicacao@ammg.org.br.

Serviços

A cada mês, o Espaço Cultural Otto Cirne abriga uma exposição de arte.

Onde:
O Espaço Cultural Otto Cirne está localizado no hall de entrada da Associação Médica de Minas Gerais, na Av. João Pinheiro, 161, Centro – Belo Horizonte.

Horário de Visitação
8h às 21h

Exposições:
São aceitas obras de arte de médicos associados e seus dependentes. Médicos não associados e artistas não médicos podem utilizar o espaço, dependendo da disponibilidade na agenda.

Mais informações: comunicacao@ammg.org.br / (31) 3247-1608

Agenda dos expositores
Janeiro Escola de Fotografia Studio3 – SESIMINAS
Fevereiro Samora Délcio
Março Samora Délcio
Abril  Arnaldoh Martiinz
Maio Maria Helena e José Eustáquio
Junho
Julho Marcos Eduardo de Castro
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro