login
Primeiro acesso? Clique aqui

Este site foi desenvolvido com tecnologias avançadas para
lhe proporcionar uma experiência incrível.
Infelizmente, este navegador não é suportado

Sugerimos que você use o
Google Chrome para melhores resultados.

Sarampo requer medidas

12 de agosto de 2019

Em 2019, entre 5 de maio a 3 de agosto, o Brasil confirmou 907 casos de Sarampo.

Mapa da epidemiologia
  • São Paulo; 901 casos (99,3%)
  • Rio de Janeiro; 5 casos (0,6%)
  • Bahia , 1 caso (0,1%)
Medidas tomadas em Minas pelas
  • Coordenação-geral de Saúde do Trabalhador do Departamento de Saúde Ambiental, do Trabalhador e Vigilância das Emergências em Saúde Pública da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (CGSAT/DSASTE/SVS/MS)
  • Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis da Secretaria de Vigilência em Saúde do Ministério da Saúde (CGPNI/DEIDT/SVS/MS)

Ressaltam a importância da adoção de medidas de proteção, prevenção e controle para evitar a transmissão dó sarampo entre os trabalhadores. Veja abaixo no link: Nota Informativa 96 - Sarampo

sarampo é uma doença infecciosa grave, provocada por vírus, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, podendo ser contraída por pessoas de qualquer idade.

A única forma de prevenção é a vacina oferecida de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Características 
  • Febre;
  • Inflamação das mucosas do trato respiratório;
  • Erupção maculopapular generalizada seguida por descamação.

É importante lembrar que a única forma de prevenção é a vacina oferecida de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas.

Além disso, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados em São Paulo, Rio Grande do Sul, Rondônia e Rio de Janeiro.

Há risco de contágio de sarampo nos países europeu. A Europa teve, por exemplo, 400% de aumento dos casos da doença em 2018 em comparação com o ano passado.

É necessário, portanto, ter atenção com sintomas para indivíduos
  • Com história de viagem ao exterior nos últimos 30 dias;
  • Ou que tenha tido contato, no mesmo período, com alguém que viajou ao exterior.
  • Os últimos casos autóctones confirmados de sarampo em Minas Gerais, ocorreram em 1999 (9 casos).

No ano de 2013, foram confirmados 2, no entanto, casos de sarampo de residentes do estado, ambos importados, em contágio ocorrido na Flórida (EUA).

» Clique aqui para conferir o Boletim Epidemiológico do Sarampo.