login
Primeiro acesso? Clique aqui

Este site foi desenvolvido com tecnologias avançadas para
lhe proporcionar uma experiência incrível.
Infelizmente, este navegador não é suportado

Sugerimos que você use o
Google Chrome para melhores resultados.

Câncer de mama é tema de Reunião Multidisciplinar em outubro

29 de setembro de 2016

mama-1Conforme estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), quase 58 mil novos casos de câncer de mama podem ser descobertos no Brasil até o fim de 2016. O índice nacional de mortalidade é considerado alto, 13.500 óbitos por ano. Ele é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e o segundo mais comum entre as mulheres, representando 22% dos novos casos anuais. Preocupada com esta questão, a Sociedade Brasileira de Mastologia – Regional Minas Gerais (SBM - MG) coordenará a reunião Multidisciplinar promovida pela Associação Médica de Minas Gerais (AMMG), em sua sede, dia 22 de outubro (sábado), às 8h30.

A ação integra a campanha do Outubro Rosa, celebrada em todo o país, e que este ano destaca a obesidade como um grande fator de risco para o câncer mamário. Com o tema ‘Todo mês pode ser rosa. Da saúde, se cuida diariamente’, as entidades buscam alertar a população sobre a importância da prevenção com hábitos de vida e de alimentação saudáveis. O presidente da SBM - MG, Clécio Lucena, explica que é importante fazer exames de rotina, além de procurar combater os fatores de risco conhecidos como obesidade, dieta equilibrada, bem como a prática regular de exercícios físicos. “Quanto maior o número de células de gordura no corpo, maior o volume do hormônio feminino estrogênio circulante, e que parece representar um fator de risco importante no desenvolvimento dessa doença”, afirma.

Os dados no país em relação à obesidade são alarmantes. As últimas pesquisas revelaram que, entre os 20% da população mais rica, o excesso de peso chega a cerca de 60%. Os hábitos do brasileiro pioraram e levaram a população a contrair doenças, antes escassas no país. Lucena ressalta que o controle da alimentação e a atividade física devem ser feitas, preferencialmente, antes do aumento do peso. “O monitoramento deve ser diário em relação ao valor calórico de cada alimento, antes que se perca o controle. As pesquisas ainda apontam que mudanças moleculares ocorridas antes do desenvolvimento de um tumor tenham um ponto significativo e que alterações comportamentais podem ser cruciais. A prevenção é fundamental, pois, quanto mais tempo a pessoa ficar obesa, maior é o risco de câncer de mama. Sobretudo naquelas que apresentem um ganho de peso na pós-menopausa", completa.

Participam do encontro, Associação dos Ginecologistas de Obstetras de Minas Gerais (Sogimig), Sociedade Mineira de Radiologia (SMR), Associação Mineira de Medicina da Família e Comunidade (AMMFC), Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – Regional MG (SBEM), Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte – Regional Minas Gerais
(SMEX). A Reunião Multidisciplinar é promovida pela AMMG na sede da entidade. Informações e inscrições pelo site: seaci@ammgmail.org.br ou (31) 3247 1619.

 

Data: 22 de outubro, sábado.

Horário: 8h30

Local: Associação Médica de Minas Gerais, 161, Centro, Belo Horizonte.

Informações: (31) 3247 1619 ou seaci@ammgmail.org.br

Público alvo: Médicos, estudantes de medicina e profissionais da saúde.

Inscrições gratuitas pelo site www.ammg.org.br

Assessoria de Imprensa AMMG